Não haverá ajuste das contas do governo sem a reforma da Previdência, afirmou nesta quarta-feira (18) Mansueto Almeida, secretário de acompanhamento econômico do Ministério da preocupação foi detalhada em audiência pública no TCU (Tribunal de Contas da União), nesta quarta-feira (18), sobre a sustentação da regra do teto de gastos do governo em um ambiente em que o corte de despesas fica cada vez mais limitado por regras de desembolso obrigatório .

 

Fonte:  Folha de s. Paulo